quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Cachorro também usa aparelho nos dentes. Sabia?

Diferente dos humanos, o tratamento dos pets dura somente de três a seis meses

O dono deve sempre inspecionar a cavidade oral de seu pet
Ao observar a dentição dos cães pode ser bastante difícil identificar algum problema, mas eles existem e é possível que demandem a utilização de aparelhos ortodônticos. Assim como os humanos utilizam essa estrutura, os cachorros precisam utilizar o aparelho para corrigir problemas estéticos ou traumas mais graves que prejudicam a saúde do animal.
Você sabia que muitos pets não conseguem nem comer por causa de problemas na dentição? O médico veterinário Alexandre Venceslau, proprietário da VetDent, explica como os donos podem identificar o problema.
- Nem sempre é fácil para o proprietário perceber as alterações, principalmente as mais leves, mas nos casos mais graves o paciente tem dificuldade em se alimentar, fica passando a pata na boca ou esfregando o focinho no chão.
Saiba como é o aparelho ortodôntico para cães
As alterações ortodônticas podem variar muito, desde um leve desvio dentário até mesmo grandes alterações de posicionamento dos dentes que levam a traumas e feridas na gengiva, língua, céu-da-boca e lábios.
Para solucionar estes problemas os pets usam aparelhos. As estruturas são sempre fixas para não haver riscos dos cães engolirem. Em um dos tipos usam-se os braquetes e botões com elástico, iguais aos dos humanos
Existem dois tipos de aparelhos básicos, os retratores e os expansores. Eles podem ser confeccionados com diferentes tipos de material, tais como acrílico, resina (foto) e metal
O aparelho não atrapalha a qualidade de vida dos cachorros, mas é claro que eles estranham nos primeiros dias; é uma questão de adaptação. Passada essa fase, o paciente vive normalmente, se alimenta sem problemas e não tem maiores desconforto
Esta imagem apresenta bem um dos probemas que podem sem corrigidos com aparelho. O pet apresenta um dente inferior fora de posição. Como consequência, este não é higienizado naturalmente durante a mastigação pelos dentes de cima, formando tártaro e inflamando a gengiva
O tratamento ortodôntico pode durar de três a seis meses e custa em torno de dois a três mil reais, no preço está inclusa a documentação ortodôntica, a colocação dos aparelhos, as anestesias e o acompanhamento
O aparelho ortodôntico pode ser a única alternativa em muitos casos. Os pacientes que mais necessitam de tratamento são aqueles onde há o comprometimento da função, ou seja, aqueles que apresentam algum tipo de desvio dentário em que os dentes machucam tecidos moles (gengiva, língua, lábios e céu da boca) ou quando há dificuldade em mastigar ou apreender o alimento. Há também os proprietários que procuram pela terapia ortodôntica apenas por questões estéticas.
O tratamento ortodôntico pode durar de três a seis meses e custa em torno de R$ 2.000 a R$ 3.000, no preço está inclusa a documentação ortodôntica, a colocação dos aparelhos, as anestesias e o acompanhamento, segundo informações da Odontovet.
O aparelho não afeta a qualidade de vida do animal, mas é importante verificar se aquele pet está apto a recebê-lo, esclarece Venceslau.
- Pacientes que são muito vorazes, que mordem tudo, devem ser criteriosamente avaliados quanto a real necessidade do tratamento bem como a sua viabilidade, pois podem comprometer o tratamento, quebrar o aparelho com facilidade ou até mesmo não permitir a sua manutenção.
Os donos também devem ser selecionados, pois durante o tratamento é exigido um alto grau de comprometimento do proprietário no sentido de realizar parte da manutenção.
Existem basicamente dois tipos de aparelho: os expansores e os retratores, mas como cada caso é um caso, os veterinários procuram sempre adaptações que sejam mais indicadas para cada paciente.
- Os aparelhos são fixos, pois se fossem removíveis haveria o risco do animal perder ou até mesmo engolir a estrutura. Eles podem ser confeccionados com diferentes materiais [acrílico, resina, metal etc.]. Também são usados os braquetes e botões com elástico, assim como na odontologia humana – explica o dono da VetDent.
Seja um dono atento e analise sempre a cavidade oral do seu pet, afinal a saúde de qualquer um começa pela boca.
Fonte: R7